SIC Radical

Perfil

De 2ª a 6ª às 16:50

A história do CC Casting

Em 2017 a 9ª edição

O QUE É

A SIC Radical e a SIGMA 3 vão realizar no decorrer de 2017 a 9ª edição do casting para eleição de uma nova apresentadora para o programa Curto Circuito. Inicia-se assim uma nova odisseia na procura de um novo elemento feminino a integrar a equipa de apresentadores para um dos programas mais carismáticos da TV nacional. De 26 de Abril a 26 de Julho serão 20 as finalistas femininas que vão lutar pela vitoria final ultrapassando desafios diários. Desde a condução em direto do programa até a momentos inesperados e surpreendentes, tudo será avaliado pelo público e pelo júri do programa. A Odisseia vai começar e este poderá ser uma ano inesquecível para uma das candidatas.

ANTERIORES EDIÇÕES

O CC Casting já proporcionou a descoberta de novos talentos para a televisão, nomes como Teresa Tavares, Solange F, Rita Andrade, Pedro Miranda, João Manzarra, Sílvia Mendes, Rui Pego, Diana Bouça Nova, Maria Botelho Moniz, João Arroja, Idevor Mendonça e Inês Aires Pereira foram os anteriores vencedores, tendo sido caras do Curto Circuito ao lado de outros apresentadores como Rui Unas, Rita Mendes, Irina Furtado, Fernando Alvim, Bruno Nogueira, Patrícia Bull, Pedro Ribeiro, Diogo Beja, Carla Salgueiro, Joana Dias, Diogo Valssassina, Carolina Torres e mais recentemente, Rui Porto Nunes, João Paulo Sousa, Rita Camarneiro e Guilherme Fonseca.

Estas têm sido as caras que fazem a história do Curto Circuito, provando que o formato do programa, para além de todas as suas potencialidades como espaço de entretenimento é também uma excelente plataforma para aprendizagem e amadurecimento na formação de futuros talentos televisivos.

Outros nomes, que não vencendo as edições do CC Casting, conseguiram na mesma vingar no meio televisivo foram os de Cláudia Semedo, Ana Rita Clara, Andreia Dinis, Andreia Rodrigues, Raquel Strada, João Montez, Vasco Palmeirim e tantos outros, provando que em cada fornada de CC Casting as oportunidades são também extensíveis aos finalistas.

A 1ª edição do CC Casting aconteceu entre Maio e Agosto de 2001. Foi ganha por Teresa Tavares, que ao longo de praticamente 2 anos mostrou as suas capacidades e talento, sublinhado pela sua extrema energia e juventude. Durante o período em que foi apresentadora do Curto Circuito fez parte do elenco da novela “Anjo Selvagem” e sai em Outubro de 2003, a convite da TVI, para o elenco da novela “Morangos com Açucar”. Hoje, é uma actriz de reconhecidos talentos e dona de uma das mais promissoras carreiras área da representação em Portugal.

A 2ª edição do CC Casting terminou em Dezembro de 2003, o Curto Circuito elegia 2 novas caras para a sua equipa de apresentação. Solange F. e Rita Andrade foram as eleitas, num casting disputadíssimo. Foi uma aposta claramente ganha, Solange e Rita fazem durante 3 anos as delícias dos espectadores do programa apresentando altos níveis de evolução, enquanto apresentadoras. A saídas de ambas do programa foi um momento de grande emoção só comparável ao carinho que recebiam dos espetadores.

A 3ª edição do CC Casting aconteceu entre Abril e Junho de 2004, foi ganha por Pedro Miranda, proporcionando um salto para a notoriedade que em pouco meses lhe permitiu cumprir um grande sonho: conseguir um contrato com uma editora que lhe dá a oportunidade para gravar um disco. Pedro Miranda sai em finais de Janeiro de 2005 para se dedicar inteiramente à gravação do seu 1º CD. No mesmo casting foram finalistas nomes como o de Vasco Palmeirim, Francisco Pombeiro, Ângelo Rodrigues e outros.

O ano de 2006 trouxe o 4º CC Casting, o primeiro em “versão mista”. Entre Setembro e Dezembro Curto Circuito deu a oportunidade a 2 espectadores de serem as novas caras do programa e fazer parte de uma equipa onde brilhavam, Fernando Alvim, Bruno Nogueira, Solange F. e Rita Andrade.

João Manzarra e Sílvia Mendes foram os grandes vencedores num dos castings mais competitivos de sempre.

Em 2008, nova edição do CC Casting ganha desta vez por Rui Pego. Uma edição exclusiva para rapazes, que teve lugar durante os meses de Verão desse ano, proporcionando bons momentos de animação durante a competição. Rui Pego, então com 19 anos foi o grande vencedor numa final muito disputada.

Em 2009 chegava a 6ª edição, desta vez exclusivamente para raparigas. Um dos castings mais participados de sempre e que levou a produção do programa a dividir os pré castings por Lisboa e Porto. O inicio da competição oficial deu-se em Abril e a final realizou-se na Quinta do Lago na mítica Trignometria, num programa apresentado por João Manzarra, Diogo Valsassina e Rui Pego. A edição foi ganha por Diana Bouça-Nova.

2011 marca a produção da 7ª Edição do CC Casting, pela 2ª vez numa edição mista. Novamente com Castings entre Lisboa e Porto, para ver ao vivo mais de 300 candidatos de entre uma seleção de 1200 candidaturas. A vitória final sorriu a Maria Botelho Moniz e João Arroja. Maria que viria a mostrar o seu grande talento e aptidão para a área de apresentação, tomando conta de várias emissões especiais, nomeadamente nos festivais de Verão e edições do Rock In Rio.

2014 foi o ano da 8ª edição. Novamente um Casting misto. Novamente com castings em Lisboa e no Porto. O CC Casting mais difícil de todas as edições e também o mais competitivo. O publico participou ativamente na votação via sms e escolheu para nova dupla de apresentadores Inês Aires Pereira e Idevor Mendonça. Ambos juntaram-se a João Paulo Sousa, Rita Camarneiro e Guilherme Fonseca.

E a 9ª edição está aí. Pode ser a tua oportunidade. Se completas 18 anos até ao dia 1 de Abril, se és do sexo feminino e queres experimentar o mundo da apresentação televisiva esta pode ser a tua oportunidade. Fica atenta a todas as informações apresentadas no site www.sicradical.pt ou no Facebook oficial do Curto Circuito.

nas redes

pesquisar